Como evitar dor nos glúteos no Remo Indoor

Remar é uma atividade maravilhosa com muitos benefícios para a sua saúde e totalmente segura para todas as idades. Mas existe uma coisa que pode incomodar algumas pessoas na hora de fazer o treino e ficar muitos minutos sentado no carrinho, que é a dor nos glúteos. Não são todas as pessoas que sentem e algumas podem desistir de praticar o Remo Indoor por causa disso. Mas na maioria da vezes é muito simples de evitar esse tipo de dor, com alguns ajustes.

Dor nos glúteos

O que causa a dor nos glúteos no Remo Indoor?

A maioria das máquinas de remo são fabricadas para pessoas de tamanho médio. É difícil fazer uma máquina de remo de tamanho único. Portanto, se você for maior ou menor do que a média das pessoas, seus glúteos podem não se encaixar perfeitamente no assento. Principalmente se o assento for moldado especificamente para o remo. Ao remar, os glúteos de uma pessoa suportam a maior parte do peso e ela deve girar para frente e para trás sobre o cóccix, os glúteos e os ísquios. 

Esta combinação de sentar-se nos glúteos, ao mesmo tempo que usa esses músculos, é uma combinação muito estranha que pode causar algum desconforto. Alguns usuários também podem ter um mau posicionamento no assento ou músculos tensos, o que pode levar à má circulação sanguínea em glúteos. Depois de uma sessão de 20 minutos, essa má circulação pode causar dores.

Como evitar dores nos glúteos ao remar?

Abaixo, listo as causas mais comuns de nos glúteos no Remo Indoor e o que você pode fazer para aliviar um pouco esse desconforto.

1. Alongamento

Uma das coisas mais importantes que o praticante pode fazer antes de uma sessão de treinamento é o alongamento. Fazer um bom alongamento ajudará a soltar todos os músculos e permitirá uma melhor circulação. Ser mais flexível também permitirá que você mantenha o posicionamento adequado ao remar.

Um bom aquecimento também é necessário e varia de acordo com o treino planejado. Você deve fazer, no mínimo, 5 minutos de aquecimento para fazer o sangue fluir.

Fazer a liberação miofascial com uma bola de tênis ou um rolinho também é muito indicado para diminuir as dores, porque eles ajudar porque aliviam as tensões. Clique aqui para saber mais sobre liberação miofascial.

Se você ainda está sentindo dor nos glúteos em sessões mais longas, tente parar a cada 20 minutos e realizar um alongamento rápido. Levantar-se, sacudir os músculos e alongar, pode ajudá-lo a continuar a remar por mais tempo.

2. Posicionamento adequado

Outro fator a considerar ao tentar evitar a dor nos glúteos, é o posicionamento adequado. Primeiro, você deve certificar-se de que seus pés estão no lugar correto. Quando seus pés estão no finca-pé, a tira deve passar peito do pé, na parte mais larga. Se a correia não estiver na posição correta, você precisará ajustar os suportes para cima ou para baixo.

Ter os pés muito baixos pode fazer com que as coxas apoiem na borda do assento e interrompa a circulação. O uso de sapatos diferentes também pode afetar o posicionamento do pé, portanto, certifique-se de verificar o posicionamento do pé sempre que remar.

Os remadores também devem se certificar de que estão posicionados bem no meio do carrinho. Estar apenas um centímetro pra qualquer lado pode fazer com que mais pressão seja adicionada a um lado, causando dor.

3. Remar corretamente

Remar da forma correta pode ajudar a aliviar a dor nos glúteos e em qualquer outra área em que esteja sentindo pressão (costas, pulsos, ombros).

Não se incline muito para trás no final de remada. Isso pode causar pressão adicional no cóccix e nos ísquios. Se você sentir pressão em qualquer uma dessas áreas, tente mover um pouco para a frente ou para trás no assento para ajudar a aliviar um pouco a pressão. Mantenha as costas eretas ao inclinar à frente e atrás. Manter as costas retas garantirá que você gire sobre os glúteos corretamente.

Assista ao vídeo para aprender a técnica correta:

Aprenda a técnica correta

4. Tempo de adaptação

Se você começou a remar há uma ou duas semanas e estiver sentindo dores nos glúteos, tenha um pouco mais de paciência. Sempre que você começa um exercício diferente, o seu corpo leva um tempo pra se acostumar com o novo movimento. Seus glúteos devem se acostumar a ficar sentada por longos períodos de tempo e começar a desenvolver força nessas áreas.

Você também pode estar sentindo alguma dor devido a músculos doloridos. Os glúteos doloridos por causa do remo podem se dissipar com o tempo, à medida que seus músculos ficam mais fortes.

Se você estiver remando por mais de uma hora por vez, também deve perceber que qualquer atividade em que você esteja colocando pressão em uma área por uma hora vai causar algum desconforto. 

5. Use uma almofada

Se nada der certo e você quiser uma solução rápida e fácil, use uma almofada ou banquinho macio para sentar no carrinho. Adicionar uma almofada obviamente dará um pouco de apoio aos seus glúteos e a manterá fora do assento rígido.

Mas existem alguns fatores a serem considerados ao adicionar uma almofada à máquina de remo. Em primeiro lugar, uma almofada muito forte ou muito firme pode, na verdade, fazer mais mal do que bem. Uma almofada grossa e firme pode realmente adicionar mais pressão sob suas coxas e impedir a circulação adequada.

Existem sites específicos que vendem esse tipo de assento, mas você mesmo pode fazer com um material macio, como por exemplo, um tapete de yoga ou um pedaço de borracha macia.

Em segundo lugar, certifique-se de reajustar o posicionamento do pé ao adicionar uma almofada. Você pode acabar se sentando um pouco mais alto enquanto estiver na almofada, então terá que ajustar os pés um pouco mais alto também.

Terceiro, certifique-se de que seu assento esteja devidamente colocado, com um recorte na parte de trás para o cóccix. O assento do remo também deve ter um recorte para o cóccix. Isso garante que não haja pressão sobre o cóccix ao se inclinar para trás e girar para a frente.

Assento para o carrinho

Essas são algumas razões e soluções para você que tem experimentado dores nos glúteos ao remar. Com certeza não são agradáveis, mas uma vez que você passe por esse período de adaptação e consiga elaborar suas próprias estratégias para evitá-las, você ficará só com o lado bom da atividade.

E pra você que quer se aprofundar um pouco mais nos treinos de Remo Indoor, não deixe de conhecer o Programa de Treinamento Remo Fitness Online clicando aqui. Até a próxima.

Publicado por Remo Fitness

Olá, criamos o Remo Fitness para que as pessoas possam conhecer um pouco mais dessa atividade física que é o Remo Indoor. Nós somos: Fabiana Beltrame: "Fui atleta de remo por 19 anos e conquistei vários títulos inéditos para o Brasil. Em 2004, me tornei a primeira remadora brasileira a competir em Jogos Olímpicos em Atenas. Também competi nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012. Em 2011, me tornei a primeira campeã mundial de remo do Brasil, na Eslovênia. Também tenho 6 medalhas em Copas do Mundo, 2 medalhas em Pan Americanos e 9 títulos Sul americano. Júlio Soares: "Fui atleta de remo, me formei em educação física, entrei na preparação física no mesmo clube onde fui atleta, passei a técnico de clube em Florianópolis e no Rio de Janeiro, chegando a técnico da seleção brasileira de remo. Permaneci como Head Coach da Seleção até o ciclo olímpico 2016. E durante essa caminhada, fiz mestrado na Unicamp em Educação Física na área de ciências do desporto. Desenvolvi e experimentei diferentes formas de treinamento com Fabiana em clube e na seleção e com muitos outros atletas em alto rendimento."

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: