Expressões do Remo Indoor

O Remo Indoor, assim como outras atividades, possuem uma nomenclatura técnica própria da modalidade. Nós usamos essas expressões em nossos textos aqui no blog e também em nossos vídeos de treinos e dicas de técnica. Por isso é importante você conhecê-las para que possa nos acompanhar mais facilmente. A maioria das expressões vem do Remo Olímpico, que é na água, mas também podem ser usados no Remo Indoor.

Skiff simples

Começando pela máquina de Remo Indoor, que muitas pessoas chamam de Remo Seco ou simulador de remo. Nós que viemos do esporte, chamamos de remoergômetro ou somente ergômetro ou simplesmente de máquina. Alguns remadores ainda a chamam carinhosamente de skiff preto, fazendo uma alusão ao barco individual, que leva o nome de skiff simples, mas essa é só de brincadeira.

Expressões do Remo Indoor
Remoergômetro

A seguir fiz uma lista com os principais nomes utilizados:

Finca-pé: é onde colocamos os pés e estes ficam presos por uma fita para que possamos movimentar o carrinho. Muitos o conhecem ainda por pedaleira.

Carrinho: é onde sentamos e é justamente por causa dele que conseguimos utilizar as pernas durante a remada. Se ele fosse fixo, só conseguiríamos remar de tronco e braço.

Trilho: é por onde o carrinho se move.

Punho: é onde seguramos para puxar a remada, ele fica preso por uma corrente ou fita.

Drag: é o fator de resistência, que é a resistência que a máquina oferece quando você tá remando. O nome vem do inglês “drag fator”, que é o fator de arrasto. A resistência pode ser feita pelo ar, como no caso da máquina Concept2 ou à água, como em outros aparelhos. Quando mais alto o drag, mais pesado fica.

Meio carro: quando falamos em meio carro, quer dizer que você só deve usar metade do trilho e não o trilho completo. Normalmente fazemos essa movimentação de meio carro na saída de um estímulo ou em algum trabalho técnico. O mesmo acontece quando falamos em 1/3 de carro, quer dizer que você deve usar apenas 1/3 do trilho.

Carro completo: é a remada completa usando todo o trilho.

Pegada: é o início da remada, quando você está com o corpo todo pronto pra começar a fase ativa da remada: braços estendidos, tronco inclinado à frente e pernas flexionadas.

Ré: é o final da remada, quando as pernas e tronco estão estendidos e os braços flexionados. Nessa posição, o punho está encostando no corpo, abaixo do esterno.

Voga: é o número de remadas que você dá em um minuto, o ritmo. Cada treino tem uma voga específica.

Saída: são as remadas iniciais de um estímulo. Em alguns treinos a saída pode ter uma voga elevada e em outros você já sai na voga do treino.

Estímulo: é a divisão de cada treino em um trabalho intervalado. Por exemplo, quando falamos: “Serão quatro estímulos de 2 minutos por 1 minuto de intervalo”, quer dizer que você fará quatro vezes de 2 minutos.

Passagem: é a passagem por 500 metros, uma informação que algumas máquinas fornecem aos praticantes. É o tempo que você faria em 500m remando em determinada intensidade.

Estas são as expressões mais usadas no Remo Indoor, se você dominá-las, poderá acompanhar melhor nosso conteúdo. E se quiser se aprofundar nos treinos de Remo Indoor, inscreva-se no Programa de Treinamento Remo Fitness Online, clique no link e saiba mais.

Publicado por Remo Fitness

Olá, criamos o Remo Fitness para que as pessoas possam conhecer um pouco mais dessa atividade física que é o Remo Indoor. Nós somos: Fabiana Beltrame: "Fui atleta de remo por 19 anos e conquistei vários títulos inéditos para o Brasil. Em 2004, me tornei a primeira remadora brasileira a competir em Jogos Olímpicos em Atenas. Também competi nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012. Em 2011, me tornei a primeira campeã mundial de remo do Brasil, na Eslovênia. Também tenho 6 medalhas em Copas do Mundo, 2 medalhas em Pan Americanos e 9 títulos Sul americano. Júlio Soares: "Fui atleta de remo, me formei em educação física, entrei na preparação física no mesmo clube onde fui atleta, passei a técnico de clube em Florianópolis e no Rio de Janeiro, chegando a técnico da seleção brasileira de remo. Permaneci como Head Coach da Seleção até o ciclo olímpico 2016. E durante essa caminhada, fiz mestrado na Unicamp em Educação Física na área de ciências do desporto. Desenvolvi e experimentei diferentes formas de treinamento com Fabiana em clube e na seleção e com muitos outros atletas em alto rendimento."

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: